Isitec lança programa de apadrinhamento empresarial

Isitec lança programa de apadrinhamento empresarial

 

Em atividade na última quarta-feira (2/08), em seu auditório, na Capital, o Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), mantido pelo SEESP, lançou o programa de apadrinhamento empresarial que passa a integrar grade curricular dos estudantes de Engenharia de Inovação. A primeira companhia parceira dessa iniciativa é a Citrosuco, cujas ações e planos de inovação foram apresentados no ensejo aos alunos por Fabio Thomazelli, head de Marketing, Business e Planejamento Estratégico dessa que é uma das maiores produtoras mundiais de suco de laranja.

Saudando o palestrante, Saulo Krichanã Rodrigues, diretor-geral do Isitec, explicou que o programa é resultado da “junção de esforços com empresas que têm atividade concreta e expertise na área de inovação”. Segundo ele, a ideia que motivou a iniciativa é “fazer aqui o que se faz em muitos lugares do mundo”, ou seja, compartilhar pequenos projetos com a sociedade, de onde podem surgir soluções simples.

Thomazelli informou que a Citrosuco, que tem 100% de seu capital nacional e como maiores acionistas os grupos Fisher e Votorantim, produz anualmente mais de 2,5 bilhões de litros de suco de laranja, o que equivale a aproximadamente 20% do total no mundo. A maior parte, como explicou, destina-se à exportação. A questão é: “Como perpetuar o negócio e melhor remunerar a laranja?”. Nesse sentido, ele explanou que a proposta é “fazer melhor e diferente, o que, para a Citrosuco, é inovação”. O que significa, conforme apontou, observar as necessidades do mercado e, assim, desde pensar em como aumentar a produtividade na colheita e melhores condições de trabalho até melhorar transporte e logística e o processo industrial, mediante desenvolvimento tecnológico. Entre os exemplos, ampliar a extração, produzir suco de baixa acidez, transformar a laranja em “papinha infantil” ou oferecer energético com sabor da fruta. Das inovações já em uso, Thomazelli comentou sobre veículo de dimensão que permite sua passagem entre as árvores, com uma cesta acoplada, para a colheita. “Ganha-se em tempo, segurança e consegue se coletar à noite, porque os carros têm holofotes.” Outra ação, desenvolvida em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é para eliminação e controle da praga greening no campo, com a produção de um “inimigo natural, uma vespa” em laboratório.

Coordenador das equipes de inovação e designer do Isitec, Diogo Dutra explicou como vai funcionar esse apadrinhamento, que é parte dos projetos do Centro de Inovação da instituição. “As equipes do quinto e sexto semestre terão o programa em suas disciplinas, com foco na inovação real e entrega de valor. A Citrosuco entrará com recursos necessários. O desafio proposto pela empresa é de um ano de desenvolvimento acompanhado por profissionais do Isitec. Haverá reuniões online, três imersões, com visitas ao campo, à indústria etc., será feita prototipagem pelos alunos e, ao final, entregue solução completa, com caráter inovador/tecnológico.”

 

Soraya Misleh
Comunicação SEESP